segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Mens sana in corpore sano?

Ser um “madurito interesante” como se auto-definia meu ex-chefe Pepe, requer trabalho árduo, disciplina e, porque não, ajuda de gente especialista no assunto, alguém que possa desvendar tais mistérios e servir como consultor externo e de norte nesses tempos obscuros. Foi assim que, inspirado por esse desejo, e por sugestão de meu compadre Fábio, acabei por comprar um exemplar da Men’s Health!

Quem tem me acompanhado desde que cheguei sabe que mudei consideravelmente meus hábitos alimentares e, principalmente, etílicos (com exceção para o último Sábado onde voltei a pecar, mas enfim...). Na verdade, estou bastante satisfeito com os efeitos dos ares cariocas sobre minha velha e alquebrada carcaça, só o fato de ter deixado de fumar já foi uma conquista e tanto, mas ontem, antes de dormir, senti que algo me faltava, o peito estava oprimido, necessitava de aconselhamento espiritual e foi assim que passei na banca da esquina mais próxima e comprei a dita revista.

Realmente interessante, não se pode negar que a Men’s Health é escrita por e para homens, o texto jovem e moderno (?) está cheio de gírias bacanas (não, bacana não é uma delas), tipo papo de bar e, delírio dos delírios, bar paulista, onde chaveco, pirar e balada dentre outras preciosidades são destiladas de forma próxima como se você estivesse falando com o seu melhor brother, meu! Me identifiquei de cara, além do que, descobri como paquerar, os 5 passos para ter êxito na cama, como me comportar no primeiro oi, no primeiro telefonema, no primeiro encontro, na primeira transa e na primeira manhã, UFA! E ainda que se sigo bebendo Gim Tônica elas vão achar que eu sou arrogante e ambicioso. Não é revelador?

E eu que pensava apenas em como perder a pança, em como tonificar mais a carroceria e talvez até descobrir alguma técnica para melhorar a minha performance na pista, acabei dando de cara com algo ao qual, nós machos, fomos privados ao longo de toda a nossa vida, uma Capricho só para nós :)!! E ainda por cima disfarçada de revista para consumo e deleite da chamada geração saúde, ó glória suprema! Já não seremos discriminados nem ridicularizados por nossos pares, a fonte do conhecimento finalmente nos foi concedida!

Já me sinto preparado para o convívio social, capa de disco na barra do bar, copo na mão, desenvolto, a sedução personificada. E depois de beber, conversar e me demorar nos seus olhos poderei finalmente colocar em ação tudo aquilo o que aprendi, inclusive como acariciar mamilos – para colher os frutos sempre em dobro garante a Men’s Health (confesso que tenho medo, quem me conhece sabe que eu dirijo muito mal e a técnica em questão envolve manobras complexas tais como: comece suave, dobre a atenção, não acelere ainda, cuidado com a curva etc. e tal). Meu amigo, se eu vislumbrasse um mamilo que fosse ao alcance de minhas mãos isso por si só já seria um achado, dois então seria como acertar na loto, o fato é que eles parecem estar cada vez mais tímidos nesses dias e é melhor eu correr que senão não malho hoje.

Até mais ver.

5 comentários:

blogbel disse...

Caro Homem de Azul,
saiba que a comunidade gay é a principal compradora da revista. Com seus homens-másculos-sem-camisa na capa, Men's Helth serve também de inspiração para a comunidade gay-malhadora.
:-)
Ah, uma dica, você pode praticar as técnicas dos mamilos nesses aqui, ó:

http://blogbel.blogspot.com/2008/10/arte-contempornea.html

Beijos e até breve!

Homem de Azul disse...

huahuahuah maravilhoso!

Cara leitora, muito obrigado pela sua preocupação e conselho, ainda bem que eu gosto de laranja e é impossível ignorar formas tão sugerentes. Agora só me falta uma passagem para Paris. ;)

Realmente a capa é bem gay mas não se preocupem...minha porção gay é uma lésbica incorruptível.

Bisous.

Dimitri BR disse...

hguahauahauahauaha

eu já tinha rido muito do post (mesmo antes de chegar à parte sobre os mamilos perdidos). aí vem a Bel e esculacha logo na primeira frase, sem vaselina!

pois é, caro Rodrigo, é o que eu ia dizer: eu, ao menos, sempre soube que tínhamos "uma capricho só pra nós". se chamava... capricho"! :D:D:D

Dimitri BR disse...

huahauaha detalhe para o texto requisitado pela verificação de palavras, ao postar meu comentário anterior: "essecu".

!!!

Homem de Azul disse...

Por favor, por favor, o blog é macho mas não precisamos esculachar.

Palavra de verificação para mim - quidem (que dêem?)

O tempora, o mores...

 

View My Stats