quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Some guys are bigger than others



Hay que envejecer pero sin perder la dignidad jamás! Não era isso o que Che Guevara dizia? Bem, não importa, o fato é que é duro mesmo envelhecer e eu cada vez me convenço mais disso, não me resta nem mais a idolatria aos mitos de outrora. Explico-me, houve um tempo, há muito tempo atrás, quando eu acreditava piamente que sim, ele era assexuado, que, arramm mais ou menos, ser celibatário era legal e que sem dúvidas, não havia ninguém sobre a Terra mais cool, influente e carismático do que the man himself.

E eis que hoje abro meu e-mail e recebo, via a baixista mais sexy do planeta, uma foto que me deixou boquiaberto.

Não, não, não, não se trata de falso moralismo, de pudores exacerbados ou de puritanismo da minha parte, é apenas a constatação tardia de que certas coisas não voltam mais.

Primeiro exitei, tive dúvidas, rezei para que fossem os Red Hot Chilli Peppers depois de uma estranha plástica ou de mais uma mudança de look. Mas não, aquela cara me é tão familiar (do resto graças a Deus até hoje eu havia sido poupado) e aquela expressão cultivada ao longo dos anos já virou parte indissociável de mim, assim que temi pelo pior.

Mas sim, era inevitável, depois de tantos anos na ativa os artistas tem que se reinventar, buscar estar na mídia e chamar a atenção das massas mas, convenhamos, é triste ver um grande ídolo chegar a esse ponto e ele nunca precisou disso.

Estou falando do cinquentão aí acima, Stephen Patrick Morrissey, natural de Manchester, Inglaterra, o cara que me fez companhia durante boa parte da vida e que me ensinou o que era boa música, boa literatura e que a sugestão pode ser mais sedutora do que a revelação, sobretudo quando gratuita (deve ser por isso que eu gosto de mulheres de maiô).

A foto acima feita para divulgar material do seu último disco a ser lançado bremente "Years of refusal" mostra ele e banda quase como vieram ao mundo e ao contrário do que o título, típicamente Morrisseiano, possa indicar, ninguém foi mais cultuado ao longo da carreira do que ele, assim que Why, Steve, why?

Olhei por sobre o meu ombro e tive saudades dos meus 15 anos.

singing...at the record company meeting, on their hands a dead star...

7 comentários:

Dimitri BR disse...

hahaha

...saaadly, THIS was your liiife...

...fame, fame, fatal fame / it can play hideous tricks on the brain / still i'd rahter be famous / than righteous or holy / any day, any day, any day...

não acho que estejam em desacordo com o título do single, caro diguinho: se envelhecer é uma merda (?), ele pratica the refusal of the years...

agora, como asim o mozz te ensinou que insinuar é melhor que mostrar??

recapitulemos:

"a boy in a bush is worth two in a hand" (!!)

i state my case.

cheers mate!

Homem de Azul disse...

Muito bem BR, o que dizer?
Você buscou logo um exemplo um tanto quanto humm...extremo.

Existem muitos exemplos do uso de metáforas pouco óbvias no canon dos Smiths, ultimamente, no entanto, esse não tem sido o caso. Eu me referia a isso e também à ambiguidade saudável que sempre norteou o comportamento da persona Morrissey nos primeiros tempos.

...when I used to be a sweet boy.

Dimitri BR disse...

é, talvez sejam tempos menos sutis, mesmo. mas ainda ssim, acredito que haja ironia no gesto.

isso, ou apenas vaidade cinquentona? o link que eu te disse que estava procurando era o do clipe de "fora da ordem", do caetano; nele, o então cintquentão (ou era quase?) caê aparece também, hum, artisticamente despido, embora em contraluz.

acrescentando-se testa enrugada, habilidade com as letras, gosto pela polêmica, sexualidade ambigua (?), timbre agudo, vibratos e falsetes, não é um mal paralelo para se traçar, hein?

...morrissey é onde manchester é mais baiana! :D

ana k. disse...

hahahahahahahahaha!
hahahahahahahahaha!
não consigo parar de rir, pensanso na cara que vc deve ter feito ao ver isso!
beijos,

Homem de Azul disse...

Dimi,

Eu gostaria de pensar como você, mas ver a pessoa que definiu a iconografia de toda uma era, e cujo bom gosto e apurado senso estético sempre foram fonte de inspiração para mim, praticamente jogar às cinzas tudo o que sempre pregou é demasiado triste.

Além do que, a foto por si só é medonha...mas talvez você tenha razão, aliás, como Wilde já disse: - There is only one thing in life worse than being talked about, and that is not being talked about. É, pode ser.

Ana K - foi como me olhar no espelho e me notar mais gordo.

blogbel disse...

1 - qual o problema dos pepers desnudos? Anthony é gatinho!

2 - Morrissey te ensina uma coisa: que ele está inteirão aos 50! E que, quando chegares lá não precisa ser um susto, um horror.

Otimismo, otimismo!
:-)

PS: a "verificação de palavras" é: inucoo. Quase, quase...

Homem de Azul disse...

Bel

1- Aos Peppers o que é dos Peppers!

2 - Eu estou chegando quase aos 40 e também estou inteirão, nem por isso vou besuntar o corpo nu em mostarda e distribuir fotos para os meus amigos.

Anyway, que cada um faça o que quiser but...

...the position is ridiculous and the cost is immense (from statements of an Englishman about sex).

 

View My Stats