quinta-feira, 13 de agosto de 2009

influenza


nós índios somos mesmo fracos para essas doenças de homem branco e comigo não foi diferente, assim é que a gripe me derrubou, aliás, quase me dizimou, e me senti como um velhinho, com dores pelo corpo, tosse seca, garganta inchada e calafrios múltiplos.

evidentemente que, em situações dessa natureza, a gente aproveita para fazer beicinho e ser mimado como se deve (vocês precisam ver a minha enfermeira, é espetacular). e da-lhe sopinha na bandeja, beijinhos sem fim e cafunés a três por quatro.

hoje muito a contra gosto voltei ao trabalho, apesar da dor de cabeça, a garganta que não agüenta nem um mísero solfejo e a manha que lá está.

tentarei chegar inteiro ao fim de semana, até porque, hugo “el carcamano” chega de barcelona para uma semana de visita e temos que comemorar com toda pompa e circunstância.

atchim para todos.

8 comentários:

missbutcher disse...

ei, não pode ser a suína, não? Ei, não é melhor ficar em casa? Conheço gente que estava no isolamento e, ao invés de a sopinha chegar numa bandeija cheia de beijinhos, chegava, no máximo, pela porta. isso quando não é você o cozinheiro da sopa, claro.

Nicolau disse...

Gripe suína, é gripe suína. Parece que é tão contagiosa que pega só de ler o blog. Cuidado, pessoal.

Melhoras aí.

Homem de Azul disse...

vaso ruim não quebra miss butcher.

oinc, oinc, oinc ;)

Homem de Azul disse...

muito obrigado Nicolau, já estamos em processo de melhora. Fui criado no posto 6, e, apesar de não me chamar wolverine, tenho uns anticorpos mutantes à prova de bala.

abraços.

narghee-la disse...

própolis!

Homem de Azul disse...

estou tomando, estou melhor.

ematejoca disse...

GUTE BESSERUNG!!!

Homem de Azul disse...

saúde ematejoca, rrss ;)

 

View My Stats